ks-luxurydrive
» » Wilson Simonal - Foi Cachaça Que Matou

Télécharger Wilson Simonal - Foi Cachaça Que Matou

Télécharger Wilson Simonal - Foi Cachaça Que Matou
Interprète: Wilson Simonal
Titre: Foi Cachaça Que Matou
Publié sur: 1984
Label: Fermata
Pays: Brazil
Style: MPB
N° de catalogue: 81.002
Genre: Musique Latine
Classement: 4.3
Votes: 533
Formats: Vinyl, 7", Single
taille FLAC: 1293 mb
taille MP3: 1564 mb

Tracklist

1Foi Cachaça Que Matou
2Banho Da Alegria

Remarques

WM Produções

Vidéo

Album

Foi Cachaça Que Matou is taken from the album Charme Tropical, a record from 1986, released through Ovação. We do not own any of the content Simonal de Castro, was a Brazilian singer, born in Rio de Janeiro on February 23, 1938. He died in São Paulo on June 25, 2000. He was a singer with great success in the 1960s and in the first half of the 1970s. He was married two times and had two sons: Wilson Simoninha and Max de Castro, both are artists today. He also had a daughter, named Patricia. Album station. Mais Valia Nao Chorar. nêga que passa Não é poeta sem sua cachaça Que ele não bebe sem antes salvar à xangô Subi lá no morro só pra ver o que o negro tem Pra sambar gostoso e fazer samba como ninguém. Translated with . Full lyrics. Appears on the albums. Mystic Moments. Wilson Simonal. Colorful Fruit. HTML code. Só Saudade foi um pouco que ficou Só Saudade, pois o resto ela levou Sozinho eu vivo a sonhar Seus olhos, sua boca que diz vou voltar Só Saudade foi o que restou pra mim Só Saudade, pois o resto teve fim Amor como este não hás de encontrar nunca mais Nunca mais Nunca mais Só Saudade Só Saudade foi um pouco que. ficou Só Saudade, pois o resto ela levou Sozinho eu vivo a sonhar Seus olhos, sua boca que diz vou voltar Só Saudade foi o que restou pra mim Só Saudade, pois o resto teve fim Amor como este não hás de encontrar nunca mais Nunca mais Nunca mais Só Saudade. A mídia de esquerda no Brasil matou e enterrou injustamente Wilson Simonal. Que a sua obra não seja enterrada também porque ele foi um dos maiores artistas deste país. Quer queiram ou não os branquelos de Pindorama O disco de que foi retirada esta música foi uma coletânea da Phillips de 1972. As emissoras de rádio tocavam as músicas de todos os artistas, menos a dele porque havia caído em desgraça, apontado que foi como dedo duro da classe artística no final de 1971, o que nunca foi comprovado. Sorry, something went wrong. O Homem, Que Matou O Homem, Que Matou O Homem Mau. Jorge Ben. Domenica Domingava Num Domingo Linda Toda De Branco. Born in February 26, 1939 in Rio de Janeiro, Simonal discovered his artist vocation while he was doing obligatory military service. Wilson Simonal - Nanã 02:54, Kbs. Wilson Simonal - Simonal - Ninguém Sabe O Duro Que Dei 2009. Simonal - Ninguém Sabe O Duro Que Dei 2009 - download the album and listen online. On this page you can listen to the album, get information about the album, see the list of songs and much more. Most important - you can download the album Simonal - Ninguém Sabe O Duro Que Dei to your computer or phone absolutely free of charge, and without registration. Listen online and stay in a good mood. Album: Simonal - Ninguém Sabe O Duro Que Dei 2009. Wilson Simonal - LP Joia Joia - Album CompletoFull Album. Lilian Edie Acalanto Para os Ouvidos. Musique Populaire Bob Marley Art Latino Pochettes D'albums Brésil Comédies Musicales Collection De Disques Culture Photos. Gilberto Gil - Discografia. Jordan Jaquay Brazil. Mixtape Audio Reine Guerrière Danse Latine Janvier Danse. Quem Mandou. This song is by Wilson Simonal and appears on the album Alegria, Alegria Vol. 4, ou Homenagem à Graça, à Beleza, ao Charme e ao Veneno da Mulher Brasileira 1969. Mudei minha vida,Guardei meu cansaço,Cantei na avenidaO que eu faço eu cantoO que eu canto eu façoO que eu canto eu faço. Então fiz a festaCom gente na ruaMinha gente é esta,Minha gente é suaCom tanto pra darCom tanto pra dar

ks-luxurydrive.fr
© Tous droits réservés. 2015-2021
Contacts | Politique de confidentialité | DMCA
Les albums de musique sont fournis à titre de référence uniquement